TORNA ALLA COLLANA "ACADEMIA"

ANDREA MULAS

Linda Bimbi. Tantos pequenos fogos inextinguíveis


32 pp.
Saggio in quaderno
Edizione per il Brasile
Fuori commercio

Essa publicação representa a introdução de Andrea Mulas ao volume Linda Bimbi. Tanti piccoli fuochi inestinguibili. Scritti sull’Ame- rica latina e i diritti dei popoli (Nova Delphi, Roma 2018), que reúne o pensamento e a experiência de Linda Bimbi, autêntica protagonista da segunda parte do Novecentos, através de uma antologia de textos na sua maioria inéditos, escritos entre 1971 e 2007. São os anos da teologia da libertação, do Concílio do Vaticano II, das ditaduras sul-americanas, do Tribunal Permanente dos Povos e do compromisso como secretária geral da Fundação Internacional Lelio Basso. Através das palavras de Bimbi desenha-se uma nova forma de entender as relações entre Norte e Sul do mundo, com o surgimento de novas subjetividades sociais, culturais e políticas.

Linda Bimbi (1925-2016), glotóloga e educadora de Lucca, nos anos cinquenta viaja ao Brasil como missionária onde ensina no Colégio Helena Guerra e na Universidade Federal de Belo Horizonte. Fugindo da repressão da junta militar volta à Itália e se torna a mais próxima colaboradora de Lelio Basso, com o qual trabalha no Tribunal Russell II, além da principal animadora da Fundação Internacional Lelio Basso da qual foi secretária geral.

Rassegna

In preparazione

Andrea Mulas é pesquisador na Fundação Lelio e Lisli Basso em Roma, colaborador do Centro de investigação interdepartamental na Univer- sidade de Modena e Reggio Emilia e estudioso de história e instituições da América latina, e de populismos latino-americanos. É autor de Allende e Berlinguer. Il Cile dell’Unidad Popular e il compromesso storico italiano (Manni, 2005), Basso e Allende (Punto Rosso, 2012) e organi- zador do volume Lelio Basso: la ricerca dell’utopia concreta (Edup, 2006 e Il Sole 24Ore 2013). Escreve para várias revistas, os seus estudos sobre Basso foram publicados também no Chile e na Espanha.

Andrea Mulas